SILAGEM

Silagem é um método de conservação de forragem para alimentação de animais. É o produto resultante da fermentação, realizada por bactérias, de forrageiras em processo de anaerobiose, picadas e acondicionadas em silos. Quando feito adequadamente, seu valor nutritivo é semelhante ao da forrageira verde

O processo de cortar a forragem, colocá-la no silo, compactá-la e protegê-la com a vedação do silo para que haja a fermentação, é chamado de ensilagem. A ensilagem não melhora a qualidade das forragens, apenas conserva a qualidade original. Portanto, uma silagem feita a partir de uma lavoura ou capineira bem manejada vai ser bem melhor que uma silagem feita com uma cultura ou capineira "passada" ou mal cuidada.

A silagem é um alimento volumoso, usado principalmente para bovinos. Na época seca ela pode substituir o pasto. Na engorda em confinamento ela é usada junto com os grãos e farelos. É utilizada na alimentação de animais, principalmente bovinos, sendo um volumoso que pode substituir o pasto durante o período de seca; em confinamento é muito usada junto com os grãos e farelos.

Benefícios com produção de silagem proporciona:

Permite que seja mantido um maior número de animais por unidade de terra;

Auxilia em uma maximização ou manutenção da produção, em especial, em épocas de seca;

Com a realização do confinamento, permite ofertar animais bem nutridos quando o preço está mais elevado;

Proporciona uma armazenagem de grande volume de alimento em pouco espaço.

FORRAGEIRAS PARA ENSILAGEM

As melhores forrageiras para ensilagem são aquelas com elevado teor de açúcares solúveis. No processo de ensilagem o princípio de conservação da forragem é a redução do pH (aumento da acidez) pela fermentação dos açúcares solúveis da planta. Este é o caso do milho e do sorgo, as melhores culturas para ensilagem. Os capins geralmente têm baixo teor de açúcares e não são indicados, mas há uma exceção: o capim-elefante.

Milho, sorgo, girassol e milheto

Com a utilização destes alimentos, o resultado é uma silagem de alta qualidade, alto valor energético e boa digestibilidade. O milho possui matéria seca variando de 32 a 35%, com uma produtividade ao redor de 30 toneladas/hectare. O sorgo possui matéria seca ao redor de 30 a 33%, com produtividade entre 35 a 40 toneladas/hectare. O girassol está pronto para o corte quando a flor estiver voltada para o solo e a parte de trás estiver amarelada; sua produtividade gira em torno de 30 toneladas/hectare e a matéria seca é próxima de 30%. O milheto é cortado aos 50 dias depois de plantado; quando estiver no ponto de silagem sua matéria seca estará por volta de 30% e sua produtividade entre 25 a 30 toneladas/hectare.

TIPOS DE SILAGEM

SILAGEM DE PLANTA INTEIRA - É a silagem de milho mais conhecida e comumente utilizada.Consiste em cortar toda a planta de milho através de ensiladeiras adequadas, para posterior compactação e vedação no silo.

SILAGEM DE PARTE SUPERIOR - É a silagem de milho semelhante a anterior, com uma única diferença: a a planta é cortada da espiga para cima. O restante do processo como compactação e vedação é idêntico ao de uma silagem comum. Um dos aspectos importantes nesta silagem é o menor percentual de fibra e conseqüentemente, maior digestibilidade.

SILAGEM DE GRÃO ÚMIDO - É a silagem feita apenas com os grãos do milho.Consiste na colheita do milho quando os grãos apresentarem entre 35% a 40% graus de umidade, através de colheitadeiras convencionais, posterior trituração em moinhos adaptados, compactação e vedação em silos construídos em locais cobertos.

TIPOS DE SILOS

Existem vários tipos de silos, que adaptam-se às mais diferentes condições das propriedades, principalmente terreno. Na prática, são divididos em Silos Verticais Aéreos e Silos Horizontais. Atualmente a grande maioria dos produtores tem construído os Silos Horizontais, em especial o Tipo Trincheira, pelo seu custo, funcionalidade e durabilidade.

 

 

Área Industrial - Km 37 - Selbach / RS
Fone: (54) 3387 - 1717 Celular (54) 9976 - 9377
E-mail: fabricajs@fabricajs.com.br